Envio para indexadores, diretórios e repositórios permanentes

Quanto maior a facilidade em localizar artigos de um periódico científico, maior a possibilidade de fidelizar leitores e maiores as chances de ser citado em uma pesquisa. Com este propósito muitas revistas científicas procuram disponibilizar seus artigos, resumos, ou textos completos no maior número possível de indexadores.

A GN1 se especializou na manipulação dos artigos científicos de acordo com os padrões estabelecidos por cada uma destas bases. Normalmente o formato XML com personalizações, é o mais utilizado.

Para revistas na área da saúde e ciências da vida o Medline aceita resumos dos artigos com link para o texto completo. O Medline foi criado e é mantido pela Biblioteca Nacional de Medicina (NLM) do Instituto Nacional de Saúde (NIH) dos Estados Unidos.

O DOAJ, Directory of Open Access Journals, é uma alternativa para revistas de acesso aberto que desejam disponibilizar seus resumos para consulta. Trata-se de uma iniciativa da Universidade de Lund na Suécia que recebeu adesão de diversas editoras e outras universidades para a promoção da iniciativa do open access (acesso aberto).

Há também, um consenso na comunidade científica sobre a importância de revistas adotarem a prática de publicação de seus artigos em repositórios digitais de preservação permanente tal como o Pórtico, onde facilmente a revista pode se associar, para em seguida a GN1 prover conteúdo conforme os padrões solicitados.

Por fim, a GN1 se especializou na formatação e envio de artigos no padrão requerido pela Universidad Autónoma del Estado de México (UAEM) para o Redalyc.